O que é Sensualidade Burlesca (e como encontrar a sua)

Aprenda o que é Sensualidade Burlesca e descubra como encontrar a sua!

resize-500x326_make-burlesca3-36294

“Mesmo com as inúmeras matérias e tutoriais falando de como ser sensual sem ser vulgar, e de como explorar essa sensualidade em meio à correria do dia-a-dia, para muitas (e muitos) de nós, o contato com esse lado pode ser um pouco intimidador. “Acho lindo, mas não é pra mim”, “me sinto ridícula quando tento ser sexy” e “talvez quando eu perder alguns quilinhos” são algumas das coisas que mais ouço nos workshops de sensualidade burlesca.

Não é de hoje que veículos midiáticos e principalmente as revistas femininas lucram com matérias sobre sensualidade. É algo com que nossa sociedade tem uma relação de amor e ódio. É bonito ser sensual entre quatro paredes. É vulgar ser sensual na rua. É preciso se encaixar num molde tamanho 38 ou menor para ser sensual. Toda mulher tem que usar X para ser sexy. O batom Y e o perfume Z são a chave da sedução. Só lingeries de renda são sensuais. Bullshit.

Descobrir, encarar e lidar com o fato de que somos criaturas sexuais/sensuais é algo íntimo e pessoal. Não é algo que possa ser comprado em uma boutique erótica ou mesmo dissecado em duas horas de workshop. Sim, claro que uma boa lingerie que valoriza as formas, uma make bem feita, um hidratante super cremoso e o perfume certo ajudam. Mas nem todas as horas de academia do mundo vão garantir a auto-confiança e a segurança que chamamos de sensualidade.

Ok, vamos ao que interessa. Como ser sexy? Estude, encare e abrace o seu estilo. Simples assim. A sensualidade não vem numa fôrminha, mas pode ser construída com base no estudo de um estereótipo. Especialmente quando se fala de burlesco, uma arte construída sobre clichés divertidos. Os mais comuns? A diva que é uma musa intocável, a femme fatale devoradora de homens e a pin-up fofa e desastrada que acaba perdendo a roupa no meio do caminho. Sim, há muitos mais. Há a intelectual que é desleixadamente sexy, as desportistas saudáveis de pele brilhante, e até as melindrosas decadentes que topam quase qualquer coisa. É uma questão de referência e escolha.

O segundo passo é um pouco mais difícil. Falar em conquistar auto-estima e confiança é fácil. Mas é um processo contínuo e que leva tempo. Baby steps. Comece pelo olhar, treinando se conquistar no espelho. Pense na postura, nos movimentos que faz. Preste atenção nos seus trejeitos. Quais são benéficos? Quais não o são? Você é sua maior aliada e sua maior inimiga. Não gosta de algo a seu respeito? Pense em como pode usar isso a seu favor. A sensualidade é construída sobre detalhes e sutilezas. E começa pelo olhar.

Para dentro e para fora.
Sim, você é sexy.”

Via: Malvadas

CLASSIFIQUE ESSE POST: O que achou?

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *