O boquete na rua [+18]

Conto (ou não) do boquete na rua +18

BOQUETE RUA

Tarde da noite o namorado leva sua garota para casa. Ao chegar no portão, se apoia calmamente no muro e pede com aquela voz melosa:

– Meu amor pra fechar à noite, faz um boquete na rua rapidinho… Ela responde assustada:

– O que é isso meu bem, na frente da minha casa?! O que você está pensando?!

– Ora, meu amor … Não tem nada de mais… A rua está escura e todo mundo já está dormindo. Faz um boquetinho faz?…

Ela continua indignada:

– E se algum vizinho, ou alguém de minha família estiver acordado?

Ele insiste:

– Não vão estar não, já é muito tarde e está muito escuro, não vamos perder esta oportunidade.

Ela já estava pronta pra retrucar mais uma vez, quando aparece no portão sua irmã sonolenta, dizendo:

– Papai pediu pra você fazer logo esse boquete. Se não fizer é pra eu fazer. Se for preciso até ele vem e faz. Mas por favor pede pro seu namorado desencostar do botão interfone que ninguém consegue dormir lá dentro !

CLASSIFIQUE ESSE POST: O que achou?

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *