Não rotule ninguém

rotulo

Analisar um ser humano é a coisa mais idiota a ser feita! Calma porra, não me rotule, precisa ficar xingando aí não. Deixa que explico o que disse acima…

Bem, o que acontece é o seguinte, analisar uma pessoa é bacana, você pode analisar gestos, linguagem corporal, fazer leitura fria, leitura labial e tudo mais pra conquistar a tal pessoa ou saber o que alguém está conversando. Mas quando digo analisar, digo no modo de rótulo! Estereótipo, preconceito, entendeu agora?

Não??? Putaqueopariu, eu explico de novo novamente mais uma vez, again:

“Fulano é uma pessoa centrada, muito recatada. Bem na dela. Não é de conversar muito mas é um ótimo profissional. As vezes é uma pessoa grossa, mas a gente entende, pois ela gosta de ser objetiva no seu falar”

Ai que está. O ser humano é um ser mutável. E tentar comparar alguém com um produto de mercearia é impossível. Até que o prazo de validade de um produto vença ele vai continuar sendo aquilo que é, agora as pessoas não. Todos nós mudamos e temos o direito disso. Hoje tenho uma opinião que amanhã posso não te-la mais. E isso é bem natural. É o processo da vida. Quanto mais vivemos, mais nos adquirimos experiência e isso nos faz refletir.

Quando rotulamos alguém, estamos fadados a nos surpreender (ou decepcionar) com o passar do tempo. Uma pessoa irresponsável pode se tornar com o tempo, uma pessoa “centrada” do mundo.

Pare de rotular.

CLASSIFIQUE ESSE POST: O que achou?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *