4 Dicas excelentes para conquistar mulheres na rua

Consquitar mulheres na rua, você tá louco?

 

Calma pequeno gafanhoto… É caminhando pelas ruas que muitas vezes nos deparamos com as mulheres mais interessantes. É justamente na correria do dia a dia, no vai e vem do cotidiano, que cruzamos (opa, sem duplo sentido) com algumas beldades.

O problema é que nessas horas não há muito tempo para pensar e pouco para se fazer…

 

Men flirting with woman on street --- Image by © Per Winbladh/Corbis

Pensando nisso, levantamos algumas dicas preciosas sobre como se virar nesse meio tempo, já que aquela mulher, meio apressada, indo para não se sabe onde, pode até ser a futura mãe dos seus filhos, e se você perder essa breve oportunidade, pode nunca mais encontrá-la!

104f1518054e090034ebb96d4cc4a346

 

1 – Peça alguma informação:
Essa é a melhor forma de garantir que a mulher te viu. Pergunte onde fica algum lugar: isso daria tempo suficiente para perceber se ela é tão interessante quanto parecia de longe (sim, as vezes a gente se confunde) e perceber se ela se mostra minimamente acessível e simpática em relação a você. É claro que você não irá fazer uma pergunta que ela gastaria muito tempo respondendo, até porque nunca se sabe se ela teria todo esse tempo disponível, e também para ela não se chatear ou ficar com preguiça da situação. Pergunte algo que dure apenas o necessário para você fazer esses levantamentos gerais e ver como ela corresponde. Se ela não for muito simpática contigo, nem precisa falar que não há muito o que fazer, ou que definitivamente ela não está com tempo para você, e você nem precisa ir para a segunda etapa.

 

2 – Se ofereça para deixá-la no lugar que ela está indo:
Se você ver que ela foi acessível a sua primeira conversa, pergunte se você poderia acompanhá-la até o lugar que ela está indo, como forma de agradecer a gentileza que ela te fez em te dar a informação que você tanto precisava (sim, ela provavelmente irá perceber que isso é desculpinha para ficar mais próximo dela, mas como é uma desculpa simpática e sutil, se for do interesse dela, ela fingirá que nem percebeu que isso era uma desculpa, e dará continuidade a conversa). Se ela não aceitar o seu convite, não insista porque certamente ela foi simpática ao dar informações por caráter pessoal, e infelizmente não por ter gostado de você como homem. Se ao contrário disso ela continuar se mostrando aceptiva, isso contará como mais um ponto para saber que você pode dar mais outro passo mais adiante.

 

3 – Converse sobre coisas que tem a ver com o contexto do momento:
Se você não é da cidade, fale que você anda meio perdido, mas que tem gostado muito do local e das pessoas, que pretende conhecer ainda mais, etc. Se você já for morador, fale algo como o fato de nunca ter andado por aquelas bandas. É claro que todos nós sabemos que isso é conversa boba de elevador, mas infelizmente a situação não te deixa perguntar coisas mais “úteis e íntimas”, tal como se ela é comprometida (risos), porque isso poderia ser um tanto quanto invasivo em um primeiro momento.

 

4 – Converse sobre ela:
Se a caminhada de vocês sobreviveu até aqui, é hora da cartada final: pergunte se teria como ela te dar algum email ou telefone para contato. Tudo bem que perguntar isso as vezes dá vergonha, medo de levar um não, mas pense só: ou você faz isso e já fica sabendo logo se ela está afim de te ver de novo, ou você nunca mais a verá na vida (ou continuará a vendo à distância). Assim, a escolha acaba sendo sua. Se ela passar o contato, torça para ela não ter passado o contato errado (risos), e ligue quando sentir que é a hora. Se você ligar e o telefone estiver certo, você tem 90% de chances dela realmente estar afim de você. Assim, é só marcar um encontro para vocês se conhecerem melhor e ler as nossas dicas para saber se ela realmente está afim de você.

 

HTB1H1L6KXXXXXX9XpXXq6xXFXXXv

 

Enfim, vamos ser honestos: Numa paquera de rua suas chances são “pequenas”…

Mas quem não arrisca, não petisca! Nada melhor que uma abordagem surpresa pra quebrar o clima e a rotina, tanto o seu quanto o dela! Na pior das hipóteses o não você já tem, e no mínimo vai sair dali depois de ter trocado uma ideia, conversado, e até mesmo conhecido alguém novo de repente, quem sabe! (Se a mulher for firmeza…)

Só fuja das feministas! Que falarão que é assédio…

(Fuja das feministas em qualquer circunstância)

CLASSIFIQUE ESSE POST: O que achou?

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *