Aprenda a forma correta de terminar relacionamento: O guia definitivo.

Aprenda a forma correta de terminar relacionamento:
O guia definitivo.

 

como terminar relacionamento

A fila anda

Não empurre o fim com a barriga, saiba dar um pé na bunda com classe e dignidade. Você pode… Chega uma hora que você não quer mais nada com nada. Mas não sabe como fazer para terminar relacionamento. Aprenda a forma correta e torne tudo mais fácil!

“Qualquer coisa que uma mulher faça que não seja sumir, não vale”

Me disse o advogado André Galvão.

“É um saco ter que dizer que não dá mais. Nem sempre elas aceitam sua decisão. Então, prefiro ir me afastando e ver se ela desencana, se me esquece.”

Sim, nós sabemos que vocês preferem que a gente caia no buraco do metrô ou que seja abduzida por um ET. Mas se vocês conseguem dar conta de ir à luta e usar todos os controles remotos, sem ler os manuais, não deveria ser tão difícil dizer com todas as letras: deu!

Dá trabalho? Claro! Talvez você tenha que se esforçar mais para mandá-la passear do que quando queria levá-la para a cama. E ainda tenha que agüentar todos os chororôs, as chantagens e ficar com a pecha de filho-da-p…

“Os homens têm dificuldade de terminar qualquer relacionamento porque têm a intuitiva certeza de que vão ser considerados uns filhos de mães de passado duvidoso. E temem isso. E têm razão. Nunca vi uma mulher que dissesse ‘Ele teve todos os motivos para romper”

Diz o psicanalista Francisco Daudt, autor de O Amor Companheiro (Ed. Sextante, 160 págs.).

A dura realidade é que ninguém que toma um pé na bunda vai admitir que o outro tinha razões para fazer isso. Mesmo que sua garota o tenha traído ou que vivesse em TPM 365 dias por ano, ela não vai ficar feliz se você cair fora. Então, meu caro, com ou sem motivos claros, se você não está feliz, dê um basta a essa situação sem ficar enrolando.

“É inconsciente, mas acontece. Para o homem interessa ter um relacionamento sem compromisso. Tudo o que tem a perder é um monte de espermatozóides”

Analisa o psicólogo Ailton Amélio da Silva, autor do livro Para Viver Um Grande Amor (Ed. Gente, 168 págs.). Por isso ele topa ficar com uma mulher que no fundo não namoraria nem casaria. E ele sabe disso o tempo todo. Levar de qualquer jeito é mais cômodo do que terminar.

“Você talvez ouça que não é pelo fato de ter se separado, mas pela forma como se separou. Não se iluda. O problema dela é com o fato. Não há boa saída, pode desistir. Só existe saída, e ponto”

Diz Daudt. Então se quer diminuir as chances de ser mal classificado, tente fazer a coisa de forma simples. Não suma e não invente desculpas. Vá direto ao ponto. E anote aí: além dos espermatozóides, você está perdendo tempo e a possibilidade de encontrar alguém para ser feliz.

 

→ NÃO FAÇA:

 

Sem meias-palavras ou estratégias furadas. Se chegou à conclusão de que ela não é a garota que você quer, vá direto ao ponto. Veja o que não fazer para seu bem – e para o dela também

 

DAR DESCULPAS ESFARRAPADAS

Na segunda, você inventa uma happy com os caras do trabalho; na terça, jantar na casa de sua mãe (sem convidá-la); na quarta, vai assistir ao futebol com os amigos; na quinta, reunião da turma do colégio; na sexta, vai dormir cedo para acordar cedo no sábado… Para ir jogar tênis no clube, antes da feijoada à tarde com os amigos… Aqueles com quem você assistiu ao futebol na quarta. Não, ela não é trouxa e já deve ter se tocado. Mas, se ela não é trouxa, por que você precisa bancar o idiota e não diz que essa história já era?

INCORPORAR O CANALHA

Trair e deixar pistas da escorregada de propósito para provocar briga e o fim do namoro é golpe baixo. Mesmo que você não esteja mais se importando em esconder que ela não é mais titular, fazer a substituição sem ter dado o cartão vermelho é coisa de perna-de-pau. E, na boa, ela pode nem mesmo se importar e também estar jogando num campo adversário. Sinal dos tempos. “Socialmente sempre foi mais aceito que os homens tivessem outras relações. Hoje a mulher perdoa não só por isso, mas porque têm tantas relações extraconjugais quanto os homens”, diz a psicanalista e sexóloga Regina Navarro Lins, autora de A Cama na Varanda (Ed. Best Seller, 434 págs.). Ou seja, mesmo que você não queira, ela pode continuar se considerando sua namorada.

DAR A DERRADEIRA

Se você já resolveu que não quer mais, nem pense em terminar na cama, no sofá ou na bancada do banheiro. Nada pior do que levar o cartão vermelho depois de ter marcado um golaço. Se o sexo continua bom, ela vai achar que o relacionamento também. Vocês, homens, conseguem separar, sim, uma coisa da outra. As mulheres romantizam tudo. Para elas, se há tesão, há amor. Então, é crueldade querer guardar de lembrança a última transa. Exatamente o que ela vai querer esquecer.

NAUFRAGAR EM COMPROMISSOS

Afundar no trabalho não é um jeito muito eficaz de tentar dizer que as coisas não vão bem. Assim como você, a sua garota pode também ter uma vida cheia de compromissos e não vai captar a mensagem de que você prefere fazer hora extra a estar com ela. E não é justo deixar a coitada de castigo no sofá no / m de semana lhe fazendo companhia porque você está esgotado, estressado e mal-humorado – pela própria falta de atitute. Não perca seu precioso tempo nem o dela.

TOMAR CHÁ DE SUMIÇO

Ligar menos, não responder os emails, ignorar o chamado no MSN, sumir nos finais de semana, não atender o celular… Você pode até querer que ela entenda o recado- com o perdão da brincadeira- de que você não está mais nem aí, literalmente. Mas, se quer mesmo terminar, não haja como um moleque. É uma estratégia para ver quanto o elástico estica sem apertar a garganta dele.

DIZER: “NÃO É VOCÊ, SOU EU”

Esse papo de que “você é linda, inteligente, perfeita, o problema sou eu” é co
nversa para boi dormir. Na boa, se você está mal no trabalho, a grana está curta e o time está perdendo, por que mesmo vai querer também dispensar essa garota? Sim, você pode elogiar, mas assuma que, apesar de ela ser tão fantástica – sim, nós já sabemos que você não se importa mais -, você não quer mais continuar essa história.”É um chavão insuportável que não vai resolver absolutamente nada”, diz o psicanalista Francisco Daudt. “Pior,é um jeito de assumir sua condição de filho-da-p… antecipadamente.”

DIZER: “VOCÊ NÃO ME ENTENDE”

Bem, agora a culpada é ela? Você faz tudo virar um drama, que vira uma discussão, que pode acabar com ela se enchendo…. Bingo! Pode ser exatamente o seu objetivo. Mas você acha mesmo justo fazer com que ela se sinta culpada por uma coisa que você já sabe que não quer mais? Tenha coragem e tome atitude.

PEDIR UM TEMPO

Se quer mandar o recado de que o gato subiu no telhado, esqueça. As mulheres, principalmente em se tratando de amor, só entendem e enxergam o que querem. E, se não tem certeza se quer terminar, converse e tente salvar a relação. Mas, se está usando isso como estratégia para ver se ela se manca e toma uma atitude, pode esperar sentado. “É um eufemismo para dizer que não quer mais. Mas tudo que é ambíguo não funciona. A mulher fica em dúvida e analisa cada palavra, cada gesto e interpreta como quer”, diz Amélio.

 

FICAR CHATO

Reclama que os amigos dela são infantis, que a minissaia está indecente, que a mãe delaé uma intrometida, que ela está com celulite, fala (bem) da exnamorada, fica horas jogando videogame… Bem, VOCÊ merece um pé na bunda. Mas, cá entre nós, não é mais fácil apenas dizer”não quero mais”?
“Cinco anos de namoro, ele some por uma semana e quando aparece me pede um tempo. Não aceitei e terminei. E descobri que já estava com outra. Ele poderia simplesmente ter dito que não queria mais.”CARLA COLMANETTI, administradora de empresas

→ FAÇA:

 

Escolha a hora e as palavras certas, mas não espere nem mais um dia para terminar esse relacionamento

SEJA SINCERO…

Diga: “Não quero mais” ou “Não está dando certo” ou “O amor acabou”. Não ponha a culpa no trabalho, na fome mundial ou no time que foi parar na série B. Qualquer coisa que você diga que não tenha a ver exclusivamente com seus sentimentos e planos em relação a ela vai deixar margem para que a garota pense que é uma fase e que vai passar. Sim, passou: passou o amor. Seja simples e direto. “O que quer que você diga, não é o que ela quer ouvir. Então, economize”, diz Francisco Daudt.

…E DIPLOMÁTICO

Não precisa agir como um ogro. O amor acabou, mas vocês já se divertiram um bocado juntos. A não se
r que ela tenha pisado feio na bola – transou com seu melhor amigo, por exemplo -, seja carinhoso nessa última conversa. Diga o quanto foi bom enquanto vocês estavam juntos e que infelizmente as coisas já não são mais como no início. Não precisa dizer “eu nunca te amei” ou “não sinto mais tesão”. “Seja eficaz, sem causar danos desnecessários”, aconselha Ailton Amélio.

TENHA CERTEZA DO QUE QUER

O relacionamento esfriou, caiu na mesmice, o tesão diminui? Bem, acontece nas melhores famílias. Mas o quanto issoé culpa dela e qual a sua parcela em não fazer nada para chacoalhar essa história? “O problema é que os casais deixam a coisa chegar ao ponto extremo de não se suportarem mais, quando já não dá mais tempo de reformular a relação. Ninguém é obrigado a ir ao cinema todo sábado. Muitas vezes não há nada de errado com a pessoa, mas com o relacionamento, e aí não adianta mudar de parceiro”, diz a psicanalista e sexóloga Regina Navarro Lins.

TERMINE CARA A CARA

Mesmo que vocês tenham se conhecido virtualmente, é o cúmulo da covardia terminar por telefone, e-mails, SMS ou MSN. Encare o problema – no caso a ainda namorada. Não interessa se a garota mora no mesmo bairro, do outro lado da cidade, do outro lado do país ou do outro lado do mundo. Sim, dá trabalho!

ESCOLHA O MOMENTO CERTO

Quase sempre o homem empurra tanto o final com a barriga que a bomba acaba explodindo perto de ocasiões especiais, quandoé natural que haja uma maior aproximação. Se a relação vai mal,é nessa hora que fica evidente o descompasso. “Vai além das forças de qualquer um fazer de conta que está tudo bem”, diz Ailton Amélio. Então não vale colocar o ponto final no aniversário, no Dia dos Namorados, Natal, Ano-Novo… Uma relação não termina de uma hora para outra. Se quer terminar, fique de olho no calendário. “Perto de datas como essas fica difícil dissimular, ser romântico, comprar presente. E deixar para depoisé ainda mais desonesto”, diz o especialista Ailton Amélio.
“Prefiro que terminem comigo. O homem toma o pé, cai, levanta e parte para a próxima. A mulher fica mais tempo na lona. E ver mulher chorar dói.”
PAULO EDUARDO RIBEIRO, empresário

⋅ ARMADILHAS:

 

A SUICIDA

É verdade que tem gente que fica tão triste que acha que vai morrer, mas passa. Se a sua namorada não tinha problemas emocionais, como depressão, ela vai encharcar o travesseiro durante um bom tempo, perder alguns quilos, se sentir rejeitada, mas depois de umas semaninhas vai renascer como uma fênix das cinzas e logo vai estar mais bonita do que nunca dando mole por aí.

 

A CHORONA

Mulheres choram até no final do Jornal Nacional. É claro que ela vai chorar e você não precisa ficar insensível. Mas tudo tem limite. Uma semana de choramingos é o que você tem que agüentar. Mais do que isso, acaba virando refém e vai se ver atendendo telefonemas dela no meio do trabalho, no bar, na balada ou na cama de outra. Até que não agüenta de remorso e volta correndo. Nem você nem ela – a chorona – precisam de uma relação baseada em pena.

 

A GREVISTA

Pense assim: bom para ela que vai ficar mais magra, arranjar outro namorado e largar do seu pé rápido. Tristeza pode mandar a fome embora e ela nem deve estar fazendo muito esforço para ficar longe do chocolate. Há registros de gente que ficou 200 dias sem comer. Não vai demorar nem a metade do tempo para ela esquecer você. Se ela levar essa história a sério, ligue para os amigos ou para a família dela, mande uma ambulância, mas não entre nesse jogo.

 

A CHANTAGISTA

Ela pode dizer que está doente ou ameaçar contar ao seu chefe que você passou o dia vendo sessão da tarde quando disse que tinha tido uma infecção intestinal. Ou pior, falar que você é ruim de cama ou que é desprovido de dotes. Não ceda. Ela pode até ir adiante, mas vai desistir mais cedo ou mais tarde quando perceber que você está mesmo decidido. “Se você ceder, vai se arrepender, terminar de novo e ela vai fazer cada vez mais e pior. Não vale a pena”, alerta o psicanalista Ailton Amélio.

 

A MUY AMIGA

Se os seus amigos se tornaram amigos dela, não dá para pedir que todo mundo dê um gelo. Vai depender mais de você. Mude de ambiente. Dê um tempo dos bares e restaurantes que costuma freqüentar, troque de academia, prefira sair com o pessoal do trabalho. Com o tempo, ela vai perceber que alguns programas, alguns lugares e algumas pessoas não fazem mais sentido se o namoro acabou.

 

A MULHER-CARRAPATO

Ela detestava aquele boteco xexelento onde você almoça todos os sábados com os amigos. Agora não sai de lá com as comparsas. Descobre todas as festas que você vai, vasculha seu Orkut, manda torpedos, te chama no MSN… Que cansaço! Isso se ela não transformar sua vida num caos. “Shakespeare disse: ‘O inferno não conhece a ira igual a de uma mulher desprezada'”, diz Francisco Daudt. Bem, nesse caso, radicalize. Se não foi por bem, que seja por mal. Bloqueie a fofa em todos os canais online e ignore, na medida do possível, a presença dela quando vocês dois toparem por aí. Com sorte, ela logo pára de infernizar sua vida.

 

A INFORMANTE

Você devia erguer as mãos para o céu se sua mãe e a ex se davam bem. Ao menos tem certeza de que não é por essa razão que o relacionamento foi por água abaixo. Não precisa exigir que elas não se falem mais. O que precisa fi car claro para sua mãe é que, sim, a “fulana” é ótima pessoa, mas não serve para você. E que ela não tem o direito de ficar dando informações sobre sua vida, onde anda ou com quem sai. O mesmo recado vale para a fofa.

 

A ANFITRIÃ

 

Vida nova, baladas novas, garotas novas, tudo novo. E, então, você se vê indo para casa às 3 da manhã sozinho, com a cabeça cheia de bebida e bate aquela saudade. Natural. Não é à toa que vocês estavam juntos. E, maldito celular, você liga – ou ela liga -, e lá vão vocês acabar com essa carência. Não se engane. Na manhã seguinte tudo continua igual, os mesmos problemas ou insatisfações que levaram ao fim. Ceder a esse tipo de tentação é como deixar para começar a dieta na segunda. A única pessoa a quem você está enganando é você mesmo. “Faz muito mal ao ex-parceiro, reabre uma ferida que já podia estar cicatrizando porque reacende a esperança e você vai ter que lidar com o problema de novo”, diz Ailton Amélio.

 

Na dúvida você pode aprender também 4 dicas importantes de como terminar namoro

O que achou? Utilize os botões abaixo para compartilhar!

 

© 2011 Cafajeste.net. All Rights Reserved.

CLASSIFIQUE ESSE POST: O que achou?

3 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *