Amor, amor, amor! Mas o amor ainda existe?

amor ainda existe

Aaaaah o amor! Aquela sensação maravilhosa, que nos faz sentir um frio na barriga, que nos faz ter “borboletas no estômago”, nos deixa ansiosos só com a possibilidade de ver a pessoa… aaah o amor!

Bom, acabada a melação para explicar como o amor nos deixa idiotas, vamos direito ao ponto. Será que o amor ainda existe? O amor, aquele de verdade, que é pra vida toda, amor que nos faz querer passar o hoje e o resto dos nossos dias com a pessoa amada, que faz a gente se sentir a pessoa mais feliz do mundo, simplesmente por ter aquela pessoa do nosso lado.

Nos dias atuais é complicado falar sobre amor, afinal é tudo tão fácil… Ninguém se importa mais com o bom e velho amor por que as pessoas não se satisfazem mais só com um parceiro, elas querem sempre mais.
Mais parceiros, mais sexo, mais relações, mais mulheres/homens, mais mais e mais.

Um homem que namora é tachado de trouxa pelos amigos “pegadores”.

As mulheres se sentem realizadas em irem para a balada e saírem de lá se gabando por terem pegado 2, 3 ou mais.

O amor não se enquadra mais na sociedade atual e a tendência é só piorar, pois como eu disse em cima, as coisas se tornaram fáceis e acessíveis.

O que antes para o homem era considerado um prêmio, que era a sorte de levar uma mulher pra cama, hoje se tornou algo não muito difícil de obter.
Causando assim, a falta de consideração de ambas as partes, a falta de valorização ao sexo oposto.

Os homens são tidos como cafajestes, as mulheres como “periguetes”, sexo não é mais problema e ninguém mais valoriza o amor.

Não estou criticando, jamais, só que as pessoas realmente não são mais valorizadas, julgamos e somos muito julgados, muitas vezes injustamente.

Todos gostamos de sexo, casual então nem se fala, é prático, rápido, sem compromisso e sem encheção de saco. Mas temos que tomar cuidado com essa praticidade toda, ou amor da vida de alguém passa diante dos olhos desse alguém e ele nem vê!

Beijos casuais :*

CLASSIFIQUE ESSE POST: O que achou?

2 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *