8 dicas para um namoro dar certo

 8 dicas para um namoro dar certo

 

namoro dar certo

 

Para leitoras paraquedistas que acabaram de aterrissar aqui, soa até um pouco estranho um site denominado “CAFAJESTE” fazer um post com dicas para um namoro dar certo. Calma calma calma, sem neurose, não se aflitam: tem pra todas e eu amo todo mundo.

Como meu intuito sempre foi auxiliar as mulheres sobre o mundo masculino, nada mais justo que ajudar as compromissadas (e também os cafajestes) sobre esse assunto!

Então vamos às principais dicas:


1. Saia da rotina

 

Essa é a grande vilã de todos os relacionamentos. Tá, virou carne de vaca falar essa frase, mas poucas pessoas percebem o sufocamento da rotina, pois ela muitas vezes só aparece quando o relacionamento já foi pro saco. Ela é sútil, vem travestida de comodidade. Por exemplo, você planeja no fim de semana ir até aquela exposição x com o namorado, ai chega no dia e ele fala que prefere alugar um filme e fazer pipoca, você pensa “gostoso!, vamos!” Ai no outro fim de semana fica acertado de vocês irem até a cidade de Pirapora comer em um restaurante bom que abriu por lá, mas ai te dá aquela preguiça e você sugere comprar Pringles de churrasco e vinho e alugar um filme, ambos pensam “gostoso!”. Sim, de fato é realmente muito gostoso, mas imagine isso replicado ad aeternum em todos os eventos sociais que exigirem um pouco mais de esforço? Começa a criar uma rotina terrível, algo previsível e fatigante em doses homeopáticas.

 

2. Tenha vida social sozinha

 

Um erro muito comum entre as mulheres. Grande parte daquelas sem personalidade e facilmente induzíveis, acabam deixando de lado as suas amigas da época de solteira e vivem a vida social do cara. Os amigos dele viram seus amigos. Ai quando o cara quer tomar uma só com os amigos em algum barzinho, a coitada fica desnorteada achando que ele está traindo, que vai pra farra, quando na verdade ele só quer bater um papo com seus amigos sem precisar colocar filtros na conversa. A garota mais ligeira, quando o namorado decide ir para o bar com seus amigos, faz o mesmo com as suas amigas e está tudo ok. Lá pras tantas ambos vão ter colocado as conversas e fofocas em dia e ai vai bater aquela saudade do(a) parceiro(a). Vai por mim, a noite será muito mais proveitosa.

 

3. Tenha vida social em casal

 

Bom, vocês são um casal e obviamente não faz muito sentido todo fim de semana rolar mesa de bar dele com os amigos e de você com as suas amigas. Porém, é fundamental que a vida de vocês não se limite aos dois já que grande parte do tempo você estão um com o outro. Isso não quer dizer que é um saco a vida a dois, mas tão divertido quanto ir jantar a dois em um restaurante frufru é ir em um barzinho com casal de amigos. Vocês compartilham experiências, vêem novos pontos de vista sobre as situações do dia a dia, pegam dicas de lugares, enfim, a vida a dois ganha um dinamismo.

 

4. Inove no sexo e fuja da mesmice

 

Cuidado. Sim, MUITO cuidado com isso. Aqui é o ponto que as balzacas e tiazonas erram ao ler a revista Cláudia e achar que enfiar um espanador na bunda e imitar uma galinha da Angola é algo sexy e fora da rotina, quando na verdade é ridículo e deprimente. O que quero dizer é que no início de um relacionamento o sexo é um dos pontos altos, a química rola perfeitamente, o encaixe é certo e o gozo (ou satisfação) vem fácil. Ai parece que vocês encontraram uma fórmula fácil para a satisfação mútua. Porém, depois de um tempo se a coisa não muda, cai na nossa amiga Rotina. E ai vão me perguntar, “o que faço? Dou de ponta cabeça?” Bom, se tem vontade, manda bala! O importante é procurar variar e fazer aquilo que tem vontade. O sexo tem um mar de opções e quando você já estiver na centésima, vai dar vontade de voltar pra primeira. Aproveite que você já tem intimidade com o parceiro e vai ousando.

 

5. Não se transforme na sapa 

 

É natural que após o namoro haja uma mudança física e comportamental. Porém, é preciso tomar cuidado para que essa mudança não faça com que de princesa você vire uma sapa. Em relação a física, os programas gastronômicos aliados aos porcaritos que acompanham o filme da noite invariavelmente fazem com o que alguns quilos sejam incorporados no namoro. O problema é quando esses alguns viram muitos e ai o cara que se apaixonou por uma mulher magrinha, não vai se sentir muito confortável com o Stay Puff do lado. Além da mudança física , a comportamental também influencia bastante no término. Por exemplo, o cara que se apaixonou por uma mulher independente e com opinião própria fatalmente ficará broxado se após semanas de namoro ela se mostrar completamente grude e submissa. Evoluir é normal, regredir só uma ema.

 

6. Família vem no pacote

 

Esse é um ponto bem complicado. Por mais que ambos sejam independentes e morem sozinhos, a família aparecerá em momentos chave e se ela for insuportável, você precisará de muita paciência para aguentar a bronca. É batata, quase sempre alguém da família não irá com a sua cara, fará caras e bocas, piadinhas atravessadas, cara de bunda e tentará sempre criar uma situação para que você perca a paciência e ela fale com peito estufado “eu disse que a fulana era maluca”. E jamais tome partido mesmo que seu namorado incentive. Por exemplo, um dia ele brigou com o pai, falou um monte e pediu sua opinião depois, não fale “é realmente esse velho é um tosco”, pois a raiva com a família passa, mas opinião que você tem sobre o velho não. Ai o cara fica triste.

 

7. Excesso de intimidade

 

Falei uma vez desse assunto aqui no blog. A intimidade é uma grande aliada na relação, pois permite que as atitudes sejam mais transparentes e que o sexo flua melhor. Porém, muitas vezes ela vira uma vilã, pois acaba invadindo a privacidade da pessoa. Já ouvi coisas meio bizarras de casal que caga de porta aberta, namorado que peida na cara da companheira e dai pra baixo. Outro ponto que incomoda é o sufocamento em momentos individuais. Alguns homens curtem seu momento individual, seja lendo um livro, ir correr, bater uma, academia, etc Ai tem mulher que não consegue desgrudar um segundo e fica enchendo o saco do cara nesses momentos, seja ligando, mandando sms ou fazendo surpresinhas. Isso é extremamente brochante.

 

8. Não se anule

 

Aqui tem parte do item 2. E por mais que você fale “ai eu não sou assim”, uma ova. Posso dizer com muita propriedade que mais da metade das mulheres se anulam em função do cara. É óbvio que uma relação é feita de concessões, ora o cara cede em um ponto, ora a mulher. Só que em muitos relacionamentos só a mulher cede e ai vira a aquela Amélia moderna dos relacionamentos.

 

*BÔNUS: Continue acessando o CAFAJESTE, e em casal!

 

Você sabe que – e se não sabe, deveria, para as paraquedistas como disse acima – que aqui tem as mais variadas coisas pra mantes ambos bem acesos durante a sua relação, inovando sempre! Dá uns cliques por aí que você já vai entender rsrs…

 

Um Beijo do CAFAJESTE

CLASSIFIQUE ESSE POST: O que achou?

Um comentário

  • Bem legal, eu e meu namorado sempre fazemos diversas loucuras juntos… realizo as vontades dele e ele as minhas… dificilmente brigamos, somos um casal que além de carinho um com o outro temos um enorme respeito… moro com ele á 4 anos e todo final de semana saimos para fazer algo diferente juntos… ele é tudo que uma mulher sempre quis ter… detalhe: tenho 16 anos e ele 24…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *